domingo, 27 de fevereiro de 2011

Carmen Miranda - Parte VI (1934/1936)

Apesar de nunca ter feito acompanhamento a nenhum cantor ou cantora até então, o Bando da Lua aceitou acompanhar Carmen Miranda em sua viagem a Buenos Aires, em 1934. Lá, ela conheceu a futura atriz Eva Duarte, que depois se tornaria Eva Perón e Evita. Ela era sua fã...Abaixo, Eva Duarte em 1935, com 16 anos:



Na volta, foi convidada por Wallace Downey (1902/1967) para apresentar um número em seu filme Alô Alô Brasil!, que foi gravado entre dezembro de 1934 e janeiro de 1935. O nome apareceu em primeiro plano, antes do nome de Francisco Alves, e foi ela que fechou o filme, cantando Primavera no Rio (pouco antes, Aurora Miranda tinha cantado Cidade Maravilhosa).

Nessa época, Carmen acabaria se desentendendo com um dos executivos da Victor, que foi grosso com o cantor Carlos Galhardo, e isso pode ter influenciado a mudança dela, da Victor para a Odeon.

Em maio, começaram as filmagens de mais um filme de Downey: Estudantes. Carmen cantava E Bateu-se a Chapa (de Assis Valente) e Sonho de Papel (de Alberto Ribeiro). Abaixo, o clássico Sonho de Papel:

video

O Bando da Lua também aparecia nesse filme, mas com seis integrantes (Armando Ozório saiu do Bando para ser bancário, no RS).

Logo em seguida, Carmen viajou para mais uma temporada em Buenos Aires, e foi sua primeira viagem de avião. Sucesso como sempre, a única nota triste foi a morte do cantor de tangos Carlos Gardel, no dia 24 de junho, coincidentemente, num desastre de avião...

Em agosto, Carmen se apresentou para a atriz Lupe Velez (foto abaixo). Esta, impressionada, teria lhe aconselhado a ir para Hollywood.


Em outubro, Carmen foi novamente para Buenos Aires. Mas, desta vez, levou Aurora junto. Ficaram 46 dias fora do Brasil. Mas isso não era problema, pois cada uma tinha gravado 18 discos, 36 músicas (uma média de 3 discos por mês). Algumas dessas músicas: Anoiteceu (de Ary Barroso), Sonho de Papel (de Alberto Ribeiro), Tic-Tac do Meu Coração (de Alcyr Pires Vermelho e Walfrido Silva), Adeus Batucada (de Synval Silva), Querido Adão (de Benedito Lacerda e Oswaldo Santiago), Fala, Meu Pandeiro (de Assis Valente), e muitas outras.

Com tantas músicas, deve ter sido difícil para Wallace Downey selecionar o repertório para Alô Alô Carnaval. Mesmo assim, temos Carmen Miranda cantando Querido Adão (as músicas dos outros filmes, e os outros filmes, se perderam):

video

Algumas das músicas desse filme se tornaram clássicos: Pierrô Apaixonado (de Noel Rosa e Heitor dos Prazeres), Cadê Mimi (de Braguinha e Alberto Ribeiro) e Cantoras do Rádio (de Lamartine Babo, Braguinha e Alberto Ribeiro).

Em Cantoras do Rádio temos as irmãs Carmen (com 26 anos) e Aurora (com 20 anos), interpretando uma das músicas mais marcantes desse período, talvez por retratar a magia do rádio e suas cantoras maiores, as duas, estarem interpretando-a:


Nós somos as cantoras do rádio
Levamos a vida a cantar
De noite emabalamos teu sono
De manhã nós vamos te acordar

Nós somos as cantoras do rádio
Nossas canções, cruzando um espaço azul,
Vão reunindo
Num grande abraço
Corações de norte a sul

Canto pelos espaços afora
Vou semeando cantigas
Dando alegria a quem chora

Canto pois sei
Que a minha canção
Faz estancar a tristeza que mora
No teu coração

Canto pra te ver mais contente
Pois a ventura dos outros
É a alegria da gente

Canto e sou feliz só assim
E agora peço que cantem
Um pouquinho pra mim

Vejamos o vídeo com as irmãs Miranda cantando Cantoras do Rádio:

video

Algumas cantoras do rádio estavam surgindo, nessa época: Alzirinha Camargo (1915/1982), Marília Batista (1918/1990), Aracy de Almeida (a "mais perfeita intérprete de Noel Rosa", 1914/1988) e Dircinha Batista (1922/1999). Mas Carmen ainda era a "número um". Abaixo, Aracy de Almeida:



O filme Alô Alô Carnaval e a música Querido Adão foram lançados em 1936, apesar de terem sido gravados em 1935. Esse também seria o ano de Balancê (João de Barro e Alberto Ribeiro), Novo Amor (Ary Barroso), No Tabuleiro da Baiana (Ary Barroso e Luiz Barbosa), Como Eu Chorei (Benedito Lacerda e Herivelto Martins), entre outras. Abaixo, Carmen e Aurora na praia, em 1936:





Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...